Um sonho sonhado junto

( Vendo essa foto dá até saudade do cabelão) 

Como já diz a própria frase, viver é sonhar o tempo todo. Estamos sempre desejando algo, concluir uma faculdade, fazer um curso, um intercâmbio, dividir uma casa com alguém, seja um amigo (a) ou um namorado. Ser independente depende exclusivamente de você e do tamanho da sua força de vontade. Eu namoro a 3 anos e alguns meses e sempre fizemos as coisas juntos. No início  não era nada intencional, sabe os acasos da vida. Acho que depois de uns 6 meses de namoro, nos acabamos meio que dividindo o meu quarto na casa em que eu morava com a  minha mãe. Foi uma experiência nova, diferente e super divertida pra nós. Naquela época não pensávamos em fazer grandes planos para o futuro. Apenas trabalhávamos e gastávamos os salários com coisas aleatórias, sem muita importância. Não digo nem que não planejamos nada em si, pensávamos em mudar para o RJ pra estudar e tentar a vida, mais até então, não levamos isso a sério. Era mais um plano de um futuro distante. Até que então, tivemos a notícia que eu e minha mãe teríamos que voltar para o RJ por conta de uns problemas de saúde com a minha avó. E, foi ai que a nossa ficha caiu. Exatamente essa coisa de realidades da vida. Eu vim embora com ela e ele ficou. Namoramos uns 4 meses a distância, até que ele se resolvesse no trabalho, contasse a mãe a notícia e eu visse por aqui, com a minha família como iria fazer para traze-lo. Quando ele chegou, viemos morar com a minha tia, que é onde estamos atualmente. Resumidamente, moramos com ela no início por quase 2 anos e depois alugamos um cantinho. Tivemos a "nossa casa" por 1 ano. Até que veio a notícia da minha gravidez. Tentamos levar as coisas da melhor forma possível, mais pagar aluguel, contas e preparar a vida para a chegada da nossa filha é uma coisa que leva um certo tempo e principalmente requer uma renda maior. Coisa que não estávamos tendo por conta do aluguel. Até que eu tive a ideia de ver financiamento de casa e acabamos voltando para o apartamento da minha tia para poder dar a entrada na nossa casa própria. O que requer muita responsabilidade de nossa parte, pois mesmo não pagando aluguel, teremos a nossa filha irá nascer no fim de maio, nossas contas e ainda ajudar na despesa do apartamento.

Ter sonhos e metas é ótimo, mais ter a sabedoria para chegar a eles é o principal. Organização e uma lista do que queremos fazer é fundamental.
Ter a nossa casa é um meta a realizar a longo prazo, mais dar o primeiro passo é um certo alívio. Ainda mais quando se tem alguém que nos ama para se compartilhar os sonhos. Como disse o velho Raul seixas: Um sonho sonhado sozinho, é um sonho. Um sonho sonhado junto é realidade. 

Era pra ter saído um texto mais romântico, com alguns tópicos da nossa realidade, mais acabou que saiu assim. Não tem nada de muito ô. Mais fica aqui um incentivo a todos vocês que acompanham o blog e que estão atrás dos seus sonhos, seja ao lado de alguém ou sozinho. O que importa mesmo é termos orgulho de nossos esforços.

0 comentários:

Postar um comentário