Seus lábios cor de vinho

  "solo en tu corazón"

  Lembra-se de Acapulco, daquelas noites. lembra-se que na praia as mãos, as estrelas. Seu corpo como um navio a deriva. Eu olhando para você, dizendo palavras bonitas, pedindo para você me querer. Trazendo flores em minhas mãos, pedindo para ganhar um beijo.
   Um juramento, uma promessa, palavras ao vento, um olhar, uma mentira, uma paisagem como uma pincelada, das mais doces e profundas que um pincel pode-se produzir. A sensação de um beijo que jamais retornará, um beijo fugaz que escapou. Divinos lábios, macios, como se fossem veludo manchado na cor vinho. Tão frágil em minha mente. Noites atrás, dias.
   Tenho medo que o tempo venha e me roube. Tenho medo que o vento roube minha voz. Tenho medo que eles me façam tristes por não te-lá aqui. Seja onde isto seja. É por isso que eu não quero sair, não quero acordar deste sonho tão lindo, dessas lembranças profundas, do meu amor por você, do seu amor por mim. Daquelas noites tão mágicas.
   Tenho medo de você, da sua voz, do seu amor. Medo que meu campo deixe de crescer e  florescer amor por você.
   Uma vez seu beijo, me ofereci para seus olhos e deixei a marca do meu amor, minha voz e meu sonho.
A distância nos levou a outros rumos, caminhos distintos que não tem volta. Manchados como a lua que não tem volta. Sua noite levou tudo o que fomos, e o que seriamos, você e eu. Agora nada é igual, já não sinto  mais você ao meu lado e o pior é que não podemos voltar atrás.




2 comentários:

  1. Lindo texto, adorei, adorei a parte: Tenho medo de você, da sua voz, do seu amor.
    Conheci seu blog em um grupo do facebook. já estou seguindo retribui?
    Beijos
    http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Flor !! <3 Fico muuuuuito feliz em ler esse tipo de comentário. Sucesso pra você !

    ResponderExcluir