Memórias que não voltam.



     Afaste o obscuro entre nós. Esqueça as palavras que foram ditas, levante a cabeça, sorria e lembre-se que a vida é melhor que isso. E que nós ainda temos muitos passos a serem dados.

     Lembra-se daquela noite na praia, era verão e seu aniversário. Estávamos todos juntos. Fora uma noite mágica, para mim. A lua estava cheia, o céu estrelado e o mar calmo, assim como nossos corações aquela noite. Tudo parecia tão tranquilo. Nossa amizade estava tão forte, me sentia realizada pois lhe fazer sorrir era o que bastava para mim. E acredito que para os outros também. A noite acabou, nossas vidas continuaram. Mudamos em todos os sentidos, por dentro, por fora, de endereço, de cidade, só não pensávamos que o destino nós reservaria um trágico fim.

    Hoje, estou sozinha, sentada aqui, escrevendo este texto. Acho que essa foi a melhor forma que encontrei para superar tudo isso. Para finalmente conseguir me dar conta que chegou a hora de dizer adeus. Mas, não um simples adeus, daqueles que voltarão um dia. Esse era pra sempre. E eu não estava conseguindo lidar com essa realidade cruel que bateu a nossa porta.  Sinto que um dia, mesmo não sendo agora, mesmo com você me odiando, me dizendo palavras duras de serem lidas, lá no fundo disso tudo, possa ainda existir um pouco do amor que sentíamos  uma pela outra.

Monique Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário