A escuridão de minha alma



Esta sou eu para todo o sempre, aquela sem nome, perdida, sem coração. Talvez estas linhas turvas, sejam o pouco que ainda resta em mim. Minha alma se foi, assim como meus pecados. Certa vez falaram-me, ande pelo caminho escuro, durma com os anjos. Peça ajuda ao passado.  Toque-me com o seu amor. E revele para mim, seu nome verdadeiro.  E desde então, estas palavras grudaram em minha mente, quase como uma cola permanente, que você faz de tudo, mais ela continua ali. Intacta.
Tudo o que eu queria era minha vida de volta. Meu coração, minha alma, meu amor. Mas, se foram, todos partiram e a única coisa que me restou é o vazio profundo. Sinto que meu coração amoroso está perdido numa escuridão tão profunda quanto um precipício, daqueles que não se enxerga o fim.
Tudo o que eu quero é sonhar novamente.  Por esperança, eu daria tudo o que sou agora. Mas não vejo ninguém. Nenhum ser humano que me traga a luz, que me dê a mão. Estou perdida num abismo criado por mim mesma e, não sei como irei fugir daqui.
Não sou mais aquela menina inocente de cabelos pretos e longos que brincara com um sorriso no rosto. Não tenho mais brilho nos olhos. Não corro mais em direção a algo, alguém. Tudo o fui, o que era e, o que sonhei em ser um dia está perdido.  Perdido dentro de mim mesma.


2 comentários:

  1. Monique adorei!

    vc escreve muito bem, esse título então está PERFEITO

    acidamentesensivel.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigada linda, também achei que o título não está bom, mais das opções que coloquei, foi o melhor que encontrei. <3 Beijinhos e sucesso.

    ResponderExcluir