Cruel, injusto ou apenas destino

Vintage Old Desert Road

Você costumava cantar para mim, me desculpe. Eu sempre pareço esquecer o quão bom eram este tempo. Que jamais retornará. Infelizmente a vida obrigou-nos a nos afastarmos. Não foi por querer, mais aconteceu. Não há como prever tudo sempre. E, foi esse “acaso” da vida que nos distanciou tanto. Agora, eu estou aqui, sentada na cama em uma tarde de domingo escrevendo este texto que talvez um dia você possa ler. Quem sabe? Seria bom saber que você escutou de certa forma, os meus pensamentos.

Desculpe-me, eu não posso mais cantar junto, não posso ficar ao seu lado e tão pouco, não posso mais ter você aqui ao meu lado. Cruel, injusto, ou apenas destino. Não sei. Mas, gostaria de ouvir a sua voz desafinada cantando uma das nossas músicas para mim novamente. Gostaria de sentir o cheiro da sua pele macia, de ouvir a sua voz manhosa ao acordar assustado com um telefonema meu aonde eu dizia-te lhe amar. Mas, isso tudo agora, fica apenas nas minhas lembranças. Guardado no fundo do meu coração, dentro de um pote trancado com cadeado, para que estas lembranças de você não fujam de mim.
Eu estou lhe mandando para longe. Mas não tão longe assim. Pois, às vezes gosto de pensar em nos, em tudo que passamos e nas possibilidades de como estaria a nossa vida se estivéssemos juntos agora.
Você sabe que não estamos tão longe assim um do outro. São apenas alguns km. Pegando um trem ou um barco chego até você. Só que na realidade não quero lhe ver novamente.  Não por sua culpa ou algo do gênero. É que o destino nos pegou de jeito.  E, que eu não quero mais sofrer. Permanecer ao seu lado me assusta. Somos tão diferentes, você quer seguir sua vida na cidade é todo certinho e eu, tenho um jeito tão diferente de ser, gosto de passear no meio de florestas, de falar com os animais, de fazer as coisas sem pensar no amanhã e sou meio antissocial. No fundo, acho que nos sabíamos que não daria certo entre agente. E, antes que alguém falasse coisas que não queríamos ouvir, resolvi lhe deixar partir. Foi complicado, não sabia as palavras corretas para o momento. Mais quem as sabe! Espero que um dia, quando nos esbarramos pelos becos desta cidade, nos olhemos e digamos um simples OI. Ainda quero um dia, lhe ouvir cantar novamente para mim.


Um comentário:

  1. Essa vontade um dia ainda faz acontecer!!! Passa no meu blog pra conhecer tb, se gostar e seguir, sigo de volta!!!
    www.makeolatras.blogspot.com.br
    Bjsss =]

    ResponderExcluir