O começo de tudo


 E foi em uma cidade do interior do Rio de Janeiro em uma noite qualquer que finalmente nós paramos e conversamos, em uma noite iluminada pelo luar da lua cheia. Estávamos sentados em um banco qualquer em frente a lagoa, conversamos por horas, sobre assuntos diversos; não poderia imaginar que você era tão simpático e que iria me fazer perder a noção do tempo. Foi uma conversa tão agradável.  Sabe, chega a ser meio irónico o jeito que nos começamos a nossa “amizade colorida”. Era tanta gente me dizendo que você era simpático e sobre o quanto seu jeito de ser combinava com o meu. Mais depois daquela noite comecei a reparar que os comentários eram verdadeiros e que realmente combinávamos. Porém, para mim, naquele momento era algo meio que estranho, pois estava uns dias antes ficando com o seu irmão, irônico não, pois é, também achei e foi exatamente por esse motivo que no começo fiquei com receio, pois já estava fazendo algo que parecia errado, pelo menos no meu ponto de vista, pois o seu irmão na época estava noivo, tá sempre achei ele um homem atraente, mais até então não pensava em ficar com ele por esse motivo; mais fazer o que se ele me deu um beijo, mais só ficamos por uns dias. Pois bem, foi graças ao seu irmão que nós fomos apresentados, e pensando bem, estamos juntos à quase dois anos e eu nunca agradeci a ele por ter feito tal gesto!

E pensar que nos não queríamos nos envolver por causa de desilusões amorosas que tivemos um tempo antes dessa enorme confusão tomar conta de nossas vidas. E, foi assim que nós fomos ficando e ficando a cada dia mais e mais e nossos corações foram tomando conta um do outro. E, desde então nossos sonhos foram se tornando um só, nossos caminhos foram se cruzando cada vez mais e não somos mais “você ai e eu aqui”, somos um só coração, com um amor enorme um pelo outro.
                E hoje em dia, quem diria, nossas vidas foram tomadas por um acaso da vida, eu tive que mudar da cidadezinha onde morávamos para a cidade grande, mais conhecida como Rio de Janeiro. E, foi naquele momento que pensei que mais uma vez ficaria sozinha. Mais, para a minha surpresa você me pediu para lhe esperar por uns meses, pois viria me encontrar. Foi a melhor notícia que poderia me dar aquele momento.
Então, fiz as malas, subi para o ônibus na madrugada do dia 17 de Dezembro, que por sinal, era o dia que estaríamos completando um ano de namoro, um dia feliz e triste para mim ao mesmo tempo, eram tantos sentimentos em conflito dentro de mim que não sabia o que pensar naquele momento. Finalmente depois de algumas horas de viagem cheguei à casa dos meus avós, desfiz as malas e liguei para você, a saudade começou a bater e eu ansiosa comecei a ficar e depois de uma semana, os dias começaram a passar lentamente para mim, pois o tempo que você havia me pedido para esperar não se passava nunca.
Até que então depois de tanta espera, veio a sua ligação me dizendo que havia chegado à Rodoviária Novo Rio, peguei o ônibus depois de lhe esperar por horas e horas dentro de casa, e fui pra lá lhe buscar. Ao chegar, senti uma felicidade tão grande e um medo também, pois agora, finalmente nossas vidas estariam começando a dar o primeiro passo. Aquele abraço apertado e longo que demos, o beijos molhado e as declarações que demos naqueles preciosos minutos me fizeram sentir que realmente tinha encontrado o amor da minha vida, um amor completamente maluco que tinha tudo pra dar errado, mais que no fim deu tão certo que estamos juntos até hoje.  “Eu te amo”.






                   




                                                                                   

                                                                               

                                                                                        Monique Cordeiro



                                                   

0 comentários:

Postar um comentário