Mariane Alves - A luz do Luar



Na negritude da noite
Sairão de seus cárceres.
Seres que vieram para ficar

Os mesmos que lamentam a pureza
E certificam-se que a jornada
Será apenas dos fortes e frios!
São esses os que mais mentem,
Pois, em vida, tiveram coração.

Mas que acredita os vendo assim?
E quem se importa?

A majestosa Lua também aprendeu a brilhar apenas
Para os que aprenderam a esconder seus sentimentos...

Um comentário: